domingo, 8 de março de 2020

Trump consegue o que queria de Bolsonaro: nota conjunta que hostiliza Maduro e apoia Guaidó

De Gabriela Ruic na Exame.

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reafirmaram o apoio ao pleito de Juan Guaidó na Venezuela. Líder da oposição contra o regime de Nicolás Maduro, Guaidó se autodeclarou presidente interino da Venezuela em janeiro do ano passado. Desde então, conta com grande apoio da comunidade internacional na tentativa de remover o chavista da sua posição e realizar novas eleições no país.
“O presidente Bolsonaro e o presidente Trump reiteraram o apoio à democracia na região, incluindo ao presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, e à Assembleia Nacional da Venezuela democraticamente eleita, em seu trabalho para restaurar a ordem constitucional na Venezuela”, diz a nota, divulgada na manhã desde domingo (08) pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil.


A nota é assinada pelos dois líderes, Bolsonaro e Trump, e é fruto de um encontro em Mar-a-Lago (Flórida, EUA) entre os dois na noite do último sábado (07). No evento, Trump não poupou o colega brasileiro de elogios, dizendo que Bolsonaro “faz um trabalho fantástico, fantástico” e que “o Brasil ama os Estados Unidos e os Estados Unidos o amam”. “Nossa amizade é mais forte do que nunca”, continuou o americano.
Além da situação na Venezuela, Bolsonaro e Trump discutiram os últimos acontecimentos na Bolívia, que vive uma crise depois que Evo Morales renunciou à presidência, um movimento que foi fruto da sua tentativa de convocar novas eleições em novembro de 2019.

(…)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário