domingo, 8 de março de 2020

Promotor diz que há suspeita que Ronaldinho Gaúcho cometeu outros crimes

Promotor de Justiça do Paraguai diz que há suspeitas que o jogador e embaixador do Turismo do governo Bolsonaro, Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, tenham cometidos outros crimes além do passaporte falso no Paraguai. Responsável por pedir a manutenção da prisão preventiva da dupla, Osmar Legal ressalta que “a Lei deve ser igual para todos. Seja Ronaldinho ou qualquer outro cidadão”


Ronaldinho Gaúcho e seu irmão estariam envolvidos em outros crimes, além da utilização de passaportes falsos no Paraguai, quem afirma é um promotor de Justiça paraguaio que votou pela manutenção da prisão preventiva da dupla no país vizinho.
A afirmação é do promotor Osmar Legal, que foi quem pediu a manutenção da prisão preventiva dos brasileiros alegando “risco de fuga e que o Brasil não extradita seus cidadãos”. Ele é o novo responsável pelo caso


Gaúcho foi nomeado pelo governo de Jair Bolsonaro como Embaixador do Turismo. Inclusive o governo afirmou que mesmo com a investigação e com a prisão do ex-jogador, ele será mantido como embaixador do Turismo.

Em entrevista ao Esporte Espetacular da Globo, o promotor Osmar Legal comentou o caso.  E o promotor ressaltou que o tratamento dado ao ex-jogador brasileiro, pentacampeão mundial ,será o mesmo dado a qualquer outro cidadão.
– A Lei deve ser igual para todos, seja Ronaldinho ou qualquer outro cidadão. Ele é uma pessoa muito querida, mas nós precisamos fazer o nosso trabalho como se fosse uma pessoa qualquer – comentou o promotor.


O promotor ressaltou que Ronaldinho e o irmão podem estar envolvidos em outros crimes e que no entanto para não atrapalhar as investigações, não poderia dar detalhes a respeito.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário