segunda-feira, 9 de março de 2020

Mercados mundiais quebram após colapso dos preços do petróleo. Índices futuros desabam nos EUA

Os índices Nikkei 225 e Topix do Japão caíram quase 5% na manhã desta segunda-feira (9), enquanto mercados como Austrália e Nova Zelândia também foram afetados pela situação. As cotações futuras das ações americanas caíram. Os três principais índices de ações dos EUA, S&P, Dow e Nasdaq, perderam até 5% e o rendimento dos títulos do Tesouro de 30 anos desse país ficou brevemente abaixo, 1% pela primeira vez em sua história.

Os mercados financeiros despencaram após a dramática queda nos preços do petróleo, causada pela resposta da Arábia Saudita ao fracasso do pacto dos países da OPEP e às preocupações com a propagação do surto de coronavírus.
Assim, os índices Nikkei 225 e Topix do Japão caíram quase 5% na manhã deste 9 de março, enquanto o iene japonês subiu mais de 3% em relação ao dólar americano.
Por sua vez, o índice Kopsi da Coréia do Sul caiu quase 3% e o Hang Seng de Hong Kong (China) caiu 3,3% no início das transações na segunda-feira.
Mercados como Austrália e Nova Zelândia também são afetados pela situação, com quedas superiores a 5% e inferiores a 2%, respectivamente.
Enquanto isso, os futuros dos três principais índices de ações dos EUA, S&P, Dow e Nasdaq, perderam até 5% e o rendimento dos títulos do Tesouro de 30 anos desse país ficou brevemente abaixo, 1% pela primeira vez em sua história.
Informações de Russia Today 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário