domingo, 15 de março de 2020

Manifestantes pró-Bolsonaro dizem que coronavírus não mata e nunca matou

Uma vergonha, uma tremendo irresponsabilidade, o gado vai para rua no Maranhão e diz em meio a uma pandemia global de coronavírus, que o coronavírus não mata e “nunca matou”. A Pandemia já matou milhares no mundo, mas o gado bolsonarista, da terra plana e da mamadeira de …. acredita piamente em alguns de seus políticos que dizem que a pandemia é algo que não se deve preocupar tanto ou seria apenas uma fantasia da imprensa, o bolsonarismo torna-se um perigo para a própria vida em sociedade.
Manifestantes pró-Bolsonaro no Maranhão, mesmo com recomendações para evitar aglomerações e outros resolveram ir para as ruas como em muitos outros lugares do Brasil, com o presidente da república inclusive saudando e incentivando as manifestações no dia de hoje (15). Mesmo com atos oficialmente cancelados por seus organizadores, o gado foi para rua.





A Folha de São Paulo informa que em São Luís, os manifestantes pró-Bolsonaro em um vídeo que foi GRAVADO,  um manifestante pegou o mega-fone e afirmou que o coronavírus FOI CRIADO PELA CHINA.
“Eu tenho vírus da gripe no meu corpo, você também tem, todo mundo tem. Coronavírus nunca matou uma pessoa na face da terra e não vai matar. Velhos morrem porque tem pneumonia e outras coisas mais.  Não tenho medo do coronavírus” disse o bolsonarista no megafone.
No vídeo se vê alguns usando máscaras descartáveis.
Segundo  dados da AFPS, já morreram mais de 5 mil pessoas com coronavírus e há mais de 100 mil contaminados pelo mundo.

Recentemente, cientistas chineses viram que as pessoas curadas do novo coronavírus na China perderam 30% da capacidade pulmonar como sequela.
Veja o vídeo que mostra extrema ignorância da extrema-direita.
No Maranhão, os organizadores do ato antidemocrático contra o Congresso e o STF, dizem que o coronavírus "nunca matou ninguém" e que é uma "fake news" inventada na China para obter vantagens financeiras.
362 people are talking about this


 Fonte: Falando Verdades
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário