domingo, 8 de março de 2020

Eleonora de Lucena: “Bolsonaro é inimigo das mulheres”

Da jornalista Eleonora de Lucena na Folha de S.Paulo.


O Brasil nunca teve um governo tão destrutivo. Agindo cotidianamente contra os interesses da nação, Jair Bolsonaro ataca as instituições, os direitos conquistados, a soberania, a democracia, o povo. Seus objetivos são três: implantar um regime autoritário, aniquilar o Estado e transformar o país em vassalo dos EUA. Para isso, arrocha os mais pobres, demole os sistemas de saúde, educação e Previdência, precariza o emprego e encurrala as empresas. Engatando uma marcha a ré histórica, desidrata a ciência, desmancha a cultura, destroça o ambiente, golpeia os povos indígenas, prega o ódio e o obscurantismo.


O Brasil nunca teve um governo tão inimigo das mulheres. Bolsonaro ofende, humilha, desrespeita. Em aparições repugnantes, abre um esgoto verborrágico antipopular, machista, homofóbico, misógino, das cavernas. O ataque a Patrícia Campos Mello é contra todas nós.
Bolsonaro finge toscamente que é só o tio do pavê, mas, de fato, suas ações esmagam e esfolam. Principalmente, ao afagar os opressores, ele dá exemplo e estimula a violência. Não por acaso, cresce o feminicídio no país. Seu projeto de regressão civilizatória atinge em cheio as mulheres. São elas que mais estão perdendo empregos, salários. São elas que mais sentem o desmonte do SUS, o esfacelamento das escolas, a fila do INSS, o fim dos projetos de habitação popular.


(…)
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário