terça-feira, 10 de março de 2020

Chanceler da Venezuela acusa Bolsonaro de visitar EUA para coordenar ataque contra seu país

Segundo Jorge Arreaza, as visitas de Jair Bolsonaro e Iván Duque (presidente da Colômbia) a Donald Trump durante a mesma semana são um indício de que estão tramando nova estratégia contra a Venezuela


Em declaração realizada nesta segunda-feira (9), o chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, afirmou que as recentes viagens aos Estados Unidos de Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, e de Iván Duque, presidente Colômbia, não são uma coincidência.

Para o chefe diplomático da Venezuela, o fato de os presidentes dos dois principais vizinhos do seu país passarem pelos Estados Unidos na mesma semana é “um claro indício de que a Washington está preparando uma nova escalada” de ataques contra o seu país.


O presidente Jair Bolsonaro está na Flórida desde o sábado (7), e se encontrou neste domingo com o mandatário estadunidense. Já Iván Duque fez uma visita à Casa Branca na segunda-feira passada (2).
“Seria muita ingenuidade se achássemos que os mandatários dos nossos dois maiores vizinhos viajam ao território dos Estados Unidos na mesma semana, se encontram com Trump, e a Venezuela não é um dos assuntos principais”, comentou Arreaza.

Segundo o ministro de Relações Exteriores venezuelano, o país já está sofrendo com as consequências das diversas sanções econômicas impostas pelo governo dos Estados Unidos, mas que o envolvimento de Brasil e Colômbia na nova estratégia pode significar uma mudança de patamar nas ações contra o seu país.
“Esperamos que não queiram avançar para um confronto mais agressivo contra o nosso território”, disse o chanceler.
Arreaza não comentou o fato, mas um dos assuntos do encontro entre Trump e Bolsonaro foi um apoio financeiro e tecnológico dos Estados Unidos à indústria de armas do Brasil.

Fonte: Revista Fórum




Reações:

0 comentários:

Postar um comentário