sábado, 22 de fevereiro de 2020

“Por que todo cearense tem cabeça grande?”, questiona Bolsonaro no Carnaval

Jair Bolsonaro soltou mais uma declaração preconceituosa contra nordestinos, após ver um homem com chapéu de couro em Guarujá (SP). "Por que todo cearense tem a cabeça grande?", questionou ele, que pegou o chapéu de couro de um rapaz e colocou nele mesmo


Jair Bolsonaro soltou mais uma declaração preconceituosa contra nordestinos, após ver um homem com chapéu de couro em Guarujá (SP). "O gauchão do Ceará aqui", afirmou o ocupante do Planalto antes de pegar o chapéu e colocar nele mesmo. "Por que todo cearense tem a cabeça grande?", perguntou.


Não é a primeira vez que Bolsonaro ataca o Nordeste em 2020. No começo deste mês, ele afirmou que a educação na região forma militantes e desinforma. "Se quiserem seguir formando militantes e desinformando, tudo bem", disse ele durante o lançamento da pedra fundamental do Colégio Militar de São Paulo, no aeroporto Campo de Marte.
Oito dos nove governadores nordestinos decidiram não aderir à iniciativa do Ministério da Educação (MEC) para a instalação de colégios militares na região. O único Estado nordestino que aderiu ao projeto de construir escolas militares foi o Ceará.
Em agosto de 2019, o ocupante do Planalto também demonstrou o seu preconceito contra o povo nordestino. Pegou o microfone da câmera da TV Globo e pediu "chuva de honestidade" para a região.
"Queria que a Globo botasse no ar um vídeo com uma canção lá do Nordeste, chama-se Chuva de Honestidade", afirmou. "É uma canção que é mais velha que eu, de 54, e o que o Nordeste sempre precisou foi disso, chuva de honestidade. E o Brasil agradece", acrescentou. "Chuva de honestidade" era a canção preferida do ex-deputado Osvaldo Coelho (PFL, atual DEM), que morreu em 2015. 
Um mês antes, em setembro, foi divulgado um vídeo em que Bolsonaro fala sobre "governadores de paraíba" e cita o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). "Não tem que ter nada para esse cara [Dino]".


Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário