quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

OEA convoca governo Bolsonaro para explicar ataques à liberdade de expressão no País

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), vinculada à Organização dos Estados Americanos (OEA), convocará, em março, o governo Jair Bolsonaro para uma audiência sobre a escalada de violações à liberdade de expressão no País. Insulto à repórter Patricia Campos Mello mancha a imagem de Bolsonaro no exterior


A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), vinculada à Organização dos Estados Americanos (OEA), convocará, em março, o governo Jair Bolsonaro para uma audiência sobre a escalada de violações à liberdade de expressão no País. O ocupante do Planalto insultou nesta terça-feira (18)  repórter Patricia Campos Mello, com insinuações sexuais, por causa de reportagens sobre disparo em massa de fake news para favorecê-lo.


Durante entrevista em frente ao Palácio da Alvaroda, Bolsonaro afirmou: "Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim". A fala dele foi uma referência ao depoimento de Hans River do Rio Nascimento na CPMI das Fake News. Ele é ex-funcionário de uma agência de disparos de mensagens em massa por WhatsApp.
Em dezembro de 2018, uma reportagem da Folha, baseada em documentos da Justiça do Trabalho e em relatos do depoente Hans River do Rio Nascimento, apontou que uma rede de empresas, entre elas a Yacows, fez o uso fraudulento de nome e CPFs de idosos para registrar chips de celular e, por consequência, disparar lotes de mensagens em benefício de políticos. 


Confira a solicitação da OEA
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário