quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

‘Justiça não pode condenar réus sem provas contundentes’, diz Moro


O ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, Sergio Moro, participou nesta quarta-feira 12/II de uma audiência pública da comissão especial da Câmara que debate uma PEC para restabelecer prisões em segunda instância - uma clara afronta ao Supremo Tribunal Federal (STF).
Sem ficar com o rosto vermelho, Moro defendeu a prisão em segunda instância e disse que a Justiça não pode condenar réus sem provas contundentes, "acima de qualquer questionamento razoável".
Ele sustentou ainda que a prisão em segunda instância não fere o princípio do trânsito em julgado e que ela existe para garantir punição aos culpados e "conforto a familiares de vítimas de crimes".
Em tempo: não deixe de ver o que os deputados Glauber Braga (PSOL-RJ) e Ivan Valente (PSOL-SP) disseram na cara do Moro



Fonte;
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário