segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

🎥Bolívia: Candidato de Evo dispara em pesquisa e golpista apoiado por Bolsonaro cai 8 pontos

Desde janeiro, Luis Arce, candidato do partido de Evo, subiu 5% nas pesquisas, e aparece com 31,6%. Já Luis Fernando Camacho, apoiado por Bolsonaro, cai e está com 9,6%


Faltando dois meses e meio para as novas eleições gerais na Bolívia, o candidato do MAS (Movimento Ao Socialismo), partido de Evo Morales, abre uma vantagem na disputa, que poderia significar uma possível vitória já no primeiro turno.



Em pesquisa divulgada neste domingo (16), realizada pela consultora CiesMori, em parceria com a emissora Unitel (uma das mais assistidas do país), o economista Luis Arce aparece com 31,6%, o que significa um crescimento de 5% com relação aos números de janeiro – onde, além disso, não aparecia seu nome na pesquisa, mas sim a opção “candidato do MAS”.
Arce foi ministro da Economia durante a maior parte do governo de Evo Morales, entre 2006 e 2017. É considerado um dos maiores responsáveis pelo sucesso econômico do país durante a gestão do MAS, o que ajudou muito a sustentar o líder indígena no poder.





Anúncio dos números da pesquisa CiesMori, no telejornal noturno do canal Unitel.

Em segundo lugar aparece o jornalista Carlos Mesa, que ficou estagnado em comparação a janeiro, com 17,1% das intenções. Mesa foi o adversário de Evo Morales em outubro, e sua postura após a derrota, alegando que houve fraude – ou que jamais ficou provado –, desencadeou o golpe de de Estado civil-militar do dia 10 de novembro de 2019.
A ditadora Jeanine Áñez, que assumiu o país por imposição das Forças Armadas, no dia 12 de novembro, já aparece em terceiro lugar, com 16,5%. Depois de Arce, ela é quem mais cresceu de janeiro até aqui, com um salto de 4%.



Fonte: Revista Fórum
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário