domingo, 22 de dezembro de 2019

Mineiro promovido no JN dispensa dividir bancada com apresentador: ‘Homofóbico’

O jornalista belo-horizontino Thiago Rogeh, que esteve no rodizio de apresentadores pelos 50 anos do Jornal Nacional, foi promovido e também sera um dos novos âncoras do noticiário. Ele emocionou telespectadores de todo o pais por mandar um recado ao fim da participação no JN.
Agora, Rogeh voltou a ser assunto por conta de uma pergunta publicada por ele no Instagram. O jornalista quis saber quem os seguidores indicariam para dividir uma bancada com ele, e as respostas foram bem variadas.


Internautas sugeriram desde os colegas Jessica Senra e Matheus Ribeiro, alem de Maju Coutinho e Renata Vasconcellos, ate o concorrente Sikera Junior, da TV A Critica, no Amazonas. O ultimo, no entanto, foi dispensado por Rogeh. Ele respondeu a sugestão enfaticamente. ”Homofóbicos não passarão”, acrescentando emojis de vômito.


Sikera Junior é assumidamente conservador e coleciona criticas por parte do movimento LGBTQI+. Ele já criticou o youtuber Felipe Neto por distribuir livros que seriam recolhidos da Bienal do Livro a pedido do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella. Em outra ocasião, em 2018, foi alvo de movimentos feministas por ter dito, no ar, que uma mulher que não pinta a unha é “sebosa”, alem de ter chamado uma rapper de “feminista mal amada, obesa e revoltada”.


Fonte: BHAZ


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário