quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

"Gabinete do Ódio" gasta meio milhão do dinheiro público para espalhar fake news, diz Joice

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), ex-líder do governo Jair Bolsonaro no Congresso Nacional, afirmou nesta quarta-feira, 4, em depoimento à CPI das Fake News, que bolsonaristas utilizam ao menos R$ 491 mil do dinheiro público por ano para espalhar fake news. Essa verba seria destinada ao "gabinete do ódio", criado para cuidar da comunicação do presidente.
A parlamentar apresentou uma série de slides que mostram como funciona o chamado "Gabinet do Ódio", que seria comandando pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSl-SP) e pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ). 


Segundo denúncia da deputada à CPI mista, esses funcionários recebem a ordem através do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Uma vez que o alvo é identificado e as montagens e notícias falsas são criadas, estes assessores enviam para os multiplicadores via Whatsapp, "a partir deste momento não tem mais volta", ressaltou a deputada. O próximo passo é a ativação dos robôs que espalham a notícia pela internet.
Segundo levantamento da deputada, somente as contas oficiais do presidente Jair Bolsonaro e de seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro, contam com 1,87 milhão de robôs.
Slide apresentado por @joicehasselmann, na CMPI das Fake News, de como seriam organizados os ataques virtuais por Eduardo Bolsonaro.
View image on Twitter

356 people are talking about this

Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário