quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Vereador do (PSL) é preso por série de assassinatos envolvendo milicianos

Ex-presidente da Câmara de Belford Roxo é preso suspeito de ser mandante de homicídios

Ex-presidente da Câmara de Vereadores de Belford Roxo (RJ), Márcio Cardoso Pagniez, conhecido como Marcinho Bombeiro (PSL), é acusado de mandar matar duas pessoas que estariam fumando maconha dentro de uma casa. Ele também é apontado como chefe da milícia “Trupe do Marcinho”.
O vereador foi preso em uma operação conjunta da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) e da 54ª DP (Belford Roxo) na manhã desta terça-feira. o Marcinho Bombeiro é investigado como mandante de dois homicídios e duas tentativas no município.
Segundo as investigações da DHBF, as vítimas teriam sido mortas por estarem fumando maconha dentro de uma casa. Para o Ministério Público do Estado (MPRJ), os crimes foram cometidos por motivo torpe e sem chance de defesa.
Ainda de acordo com a denúncia do MPRJ, o político é suspeito de chefiar uma milícia que atua no bairro Andrade de Araújo. A ‘Tropa do Marcinho’, como é conhecido o grupo, costuma agir com extrema violência em sua área de atuação, onde ostenta armas de fogo de grosso calibre, como fuzis.
Marcinho Bombeiro deixou o cargo de presidente da Câmara de Belford Roxo no dia 11 de setembro deste ano. No dia seguinte, foi lida a carta de renúncia do vereador.
Tentativa de matar três adolescentes

Segundo a polícia, Marcinho Bombeiro e outra pessoa, que está foragida, tentaram matar três adolescentes. Um dos alvos era o irmão de uma das vítimas dos homicídios de 2017 em Heliópolis.
O fato ocorreu na madrugada de terça feira (15) e é investigado pela 54ª DP (Belford Roxo). Segundo o depoimento de um dos sobreviventes, as vítimas estavam fazendo um churrasco no bairro Andrade de Araujo, quando um veículo chegou.


Fonte: Maisro
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário