quinta-feira, 24 de outubro de 2019

PSL inicia processo de expulsão de Eduardo Bolsonaro

Reportagem da jornalista Thaís Arbex na Folha de S.Paulo informa que a ala do PSL ligada ao presidente do partido, deputado Luciano Bivar (PE), oficializou nesta quarta-feira (23) à Executiva Nacional um pedido de expulsão de Eduardo Bolsonaro (SP), recém-nomeado líder da legenda na Câmara.


A representação é assinada pelo líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), e pelos deputados da bancada paulista Abou Anni, Coronel Tadeu, Joice Hasselmann e Júnior Bozzella.

O processo inclui o pedido de destituição imediata da direção estadual da sigla em São Paulo, hoje sob comando de Eduardo Bolsonaro.

Ambos os lados em guerra no PSL estão judicializando a disputa pelo controle do partido, que tem como pano de fundo o controle do milionário fundo partidário. Até o fim do ano, os cofres do PSL podem receber a quantia de R$ 110 milhões.



Eduardo Bolsonaro, acusado de abuso de poder, tem o prazo de cinco dias para apresentar sua defesa.

Segundo o documento que pede sua expulsão, Eduardo Bolsonaro atua de forma antidemocrática à frente do PSL em São Paulo, para "desmontar o partido no estado".



Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário