quinta-feira, 31 de outubro de 2019

🎥Eduardo Bolsonaro ameaça ditadura e diz que se esquerda ´radicalizar´ teremos novo AI-5

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) flertou, pela segunda vez em uma semana, com a volta da ditadura militar no Brasil.



Em entrevista ao programa da jornalista Leda Nagle, publicada nesta quinta-feira (31), o filho do presidente Jair Bolsonaro defendeu que se houver “radicalização da esquerda” semelhantes às manifestações do Chile, “a resposta pode ser via um novo AI-5”.


Em seguida, o parlamentar foi questionado sobre uma suposta ligação entre o Foro de São Paulo e as manifestações no Chile. Para ele, a ação dos manifestantes chilenos é semelhante a dos black blocs. “Vai chegar um momento em que a situação vai ser igual ao final dos anos 60 no Brasil”, afirma.


“Alguma resposta vai ter que ser dada. Porque é uma guerra assimétrica, não é uma guerra em que você está vendo o seu inimigo do outro lado e você tem que aniquilá-lo como acontece nas guerras militares. É um inimigo interno, de difícil identificação aqui no país. Espero que não chegue a esse ponto, né, mas a gente de que estar atento”, sustentou.

Em 1968, a Ditadura Militar baixou o Ato Institucional de número 5, o que inaugurou um dos períodos mais sombrios do regime de repressão. O ato restabeleceu para o país as demissões sumárias, as cassações de mandatos e as suspensões de direitos políticos. Além disso, suspendeu as franquias constitucionais da liberdade de expressão e de reunião.



Fonte: Plantão Brasil
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário