quarta-feira, 4 de setembro de 2019

ONU vê Bolsonaro como ameaça à humanidade

A ONU escreveu a Bolsonaro e não obteve resposta. Ele está descontrolado. Ataca nações amigas do Brasil, ameaça qualquer um que o questione e sua política ambiental ameaça a humanidade.  Medidas mais duras estão para ser tomadas contra ele.
A cada revés que Bolsonaro sofre, ele dobra a aposta. Nações democráticas repudiam sua política ambiental, ele as insulta; pesquisas mostram repúdio crescente da sociedade à sua verborragia descontrolada, ele aumenta o tom; surgem denúncias de corrupção contra seu entorno, ele toma medidas escancaradas para obstruir investigações.




A cada revés, Bolsonaro aumenta o tom mesmo quando significa que ele está ficando sozinho. A pesquisa Datafolha recém divulgada deu conta de que apenas 12% dos brasileiros acham que  ele se porta como presidente. É o “núcleo duro do bolsonarismo”.

Nesta quarta-feira 4, Bolsonaro fez ameaça velada de golpe de Estado ao ser questionado pela imprensa.

Bolsonaro fez com a alta comissária da ONU para direitos humanos, a ex-presidente do Chile Michelle Bachelet, o mesmo que fez com o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz: debochou da morte do pai da liderança nas Nações Unidas… Só que, desta vez, pela ditadura chilena. O ataque enojou o Chile. Direita e esquerda chilenas protestaram

Leia mais no Blog da cidadania
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário