sexta-feira, 30 de agosto de 2019

’São conversas que você teria na mesa de casa com a família’, diz Deltan sobre ironizar a morte de familiares de Lula

O procurador chefe da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol voltou a reconhecer a veracidade do conteúdo das conversas reveladas pelo The Intercept. Em entrevista a BBC Brasil, Deltan minimizou os comentários debochados sobre a morte de familiares do ex-presidente Lula.


"As pessoas têm que entender que essas conversas são conversas que você teria na mesa de casa com a família, são pessoas que estão trabalhando há cinco anos juntas, são amigas. São conversas que você tem com o círculo de intimidade, conversas que você fica à vontade para falar até alguma besteira, uma bobagem, para ser até certo modo irresponsável", disse o procurador.

Revelações do site Intercept Brasil em parceria com o Uol, apontam que procuradores da Lava Jato ironizaram a morte de Dona Marisa Letícia, então esposa de Lula e vítima de AVC. "Um amigo de um amigo de uma prima disse que chegou ao atendimento sem resposta, como um vegetal", afirmou Dallagnol no Telegram. O procurador Januário Paludo responde: "estão eliminando as testemunhas"


Diferentemente do que dizia no início das reportagens da Vaza Jato, em que negava o conteúdo revelado e dizia que não se lembrava das conversas, Deltan agora tomlou um chá de memória. "Eu não posso atestar que tudo lá seja verdade, mas existem coisas lá que a gente lembra", disse. Mas ele voltou a criticar o que chama de "falta de contexto" "Existe aí um foco em tentar sempre mostrar aquilo que pode gerar uma polêmica", declara.


Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário