segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Com Bolsonaro e Paulo Guedes, retração na economia leva o país à recessão técnica


Como o nível de atividade já havia recuado nos três primeiros meses de 2019, em relação ao último trimestre de 2018, a economia entrou em uma recessão técnica

Em tempo de Jair Bolsonaro e Paulo Guedes, a economia brasileira teve retração de 0,13% no segundo trimestre de 2019, de acordo com o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br). O dado é uma espécie de “prévia” do Produto Interno Bruto (PIB), divulgado pelo Banco Central (BC) nesta segunda-feira (12).
A queda entre abril e junho deste ano foi verificado na comparação com o primeiro trimestre de 2019.


Como o nível de atividade já havia recuado 0,2% nos três primeiros meses de 2019, em relação ao último trimestre de 2018, a economia entrou em uma recessão técnica, o que acontece quando há retração por dois trimestres seguidos de queda do PIB.
Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na recessão técnica é considerada a possibilidade de recuperação rápida. Na recessão de fato, o cenário econômico se deteriora significativamente, existem alta do desemprego e dos índices de falência, queda da produção e do consumo.


O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia.


Esperado
O resultado negativo já era esperado por economistas. Isso porque os componentes do PIB já haviam indicado atividade em baixa no período.
O setor de serviços registrou retração de 0,6% no segundo trimestre, a produção industrial caiu 0,7% e as vendas do comércio caíram 0,3%.


Fonte: Revista Fórum 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário