quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Após desavenças com Bolsonaro, França pode bloquear acordo UE-Mercosul até 2022

O presidente Emmanuel Macron já avisou que o texto do tratado não é suficiente e que pode reabrir o acordo, o que seria suficiente para pressionar o Brasil a cumprir medidas de proteção ambiental e combate ao desmatamento


A crise envolvendo Jair Bolsonaro e Emmanuel Macron promete ter desdobramentos para além da questão ambiental na Amazônia. De acordo com fontes próximas ao presidente da França, os europeus estudam bloquear o acordo de livre-comércio União Europeia-Mercosul até 2022, ano em que Macron tentará a reeleição.
O motivo seria a irritação francesa com Jair Bolsonaro e a dimensão da “onda verde” no cenário político europeu, de acordo com informações de Assis Moreira, do Valor.

Macron, que estava sob pressão dos ecologistas, aproveitou o crime ambiental na Amazônia e as reações de Bolsonaro para se redirecionar para o lado ecológico.
Reabertura
O presidente francês já avisou que o texto do acordo UE-Mercosul não é suficiente e que pode reabrir o tratado. Isso seria suficiente para pressionar o Brasil a cumprir determinadas medidas de proteção ambiental e combate ao desmatamento.
No momento, o que há de concreto é um acordo político do qual nem sequer foi feita a revisão jurídica do texto. Alguns “ajustes marginais” poderiam ocorrer, porém, sem impacto maior, como já foi o caso em outras negociações da UE. Mas o cenário pode mudar.


Fonte: Revista Fórum
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário