sexta-feira, 26 de abril de 2019

Com dificuldades para ler, Bolsonaro queria fazer pronunciamento de improviso

O presidente Jair Bolsonaro solicitou à sua equipe de comunicação improvisar no pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão na noite desta quarta-feira, no qual agradeceu ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pelo "comprometimento" na aprovação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O presidente não gosta de fazer leitura no teleprompter, equipamento que exibe texto para ser lido diante das câmeras, e não lhe agrada o resultado quando não fala espontaneamente.

Para ajudar o presidente, a equipe de televisão decidiu fazer uma alteração no teleprompter. O texto escrito todo em letras maiúsculas foi substituído por iniciais maiúsculas e as demais minúsculas para facilitar a compreensão das palavras.

Bolsonaro aprovou a mudança e auxilares avaliaram que o presidente conseguiu se sair melhor na leitura do discurso.



Fonte: O Globo
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário