quinta-feira, 11 de abril de 2019

Bolsonaro defende Danilo Gentili mas silencia sobre pai de família morto com 80 tiros pelo exército

Já faz 5 dias que o exército fuzilou um carro com inocentes em uma operação digna de tempos de ditadura. O carro não foi sequer abordado e covardemente os milicos atiraram por trás, sem dar nenhuma chance de defesa.

O presidente e chefe dos militares, Jair Bolsonaro, não se solidarizou com a família. As imagens mostram claramente os militares rindo e debochando da esposa que chorava a morte do marido.


Mas Bolsonaro mostra tem sim solidariedade por algumas pessoas, desde que sejam brancas e ricas. Ele se solidarizou com Danilo Gentili, condenado após esfregar nas partes íntimas um ofício da deputada Maria do Rosário pedindo que ele deletasse do Twitter notícias falsas que publicou sobre ela e sobre sua filha, que é uma adolescente. Em vez de apenas deletar as notícias falsas, como qualquer pessoa honesta faria, Danilo Gentili preferiu gravar um vídeo esfregando o papel nas partes íntimas e enviando por correio de volta para a deputada.

Foi condenado e agora tem a solidariedade do presidente.




A família negra que teve uma pessoa morta pelo exército de Bolsonaro não teve a mesma solidariedade.


Fonte: Plantão Brasil 



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário