quarta-feira, 20 de março de 2019

Washington Post faz matéria sobre a “vergonhosa” visita de Bolsonaro aos EUA

Jornal estadunidense diz que bajulações a Trump, declarações preconceituosas e acordos em nada interessantes para o Brasil levaram a hashtag #BolsonaroEnvergonhaOBrasil aos assuntos mais comentados no mundo

Maior jornal em circulação no distrito federal dos Estados Unidos, o The Washington Post repercutiu a vergonha sentida por brasileiros diante do “viralatismo” de Jair Bolsonaro – chamada pelo periódico de novo presidente da extrema-direita –, confirmado em seu encontro com Donald Trump na terça-feira (19).

A reportagem destaca a saraivada de críticas dirigidas ao brasileiro nas redes sociais, especialmente no Twitter, inconformados com a “venda” do maior país da América Latina, novamente posto de joelhos aos yankess.
A hashtag #BolsonaroEnvergonhaOBrasil chegou aos assuntos mais abordados no mundo.
O The Washington Post aponta ainda que a barulhenta reação contra Bolsonaro se deu justamente no âmbito das redes – principal ferramenta usada pelo agora presidente para ganhar notoriedade.

As bajulações a Trump, inclusive a partir de comentários preconceituosos e racistas, levaram o presidente brasileiro a ser retratado de maneiras consideradas humilhantes para um chefe de Estado, seja como um cachorro vira-lata ou lambendo as botas do presidente norte-americano.
Um dos pontos que mais revoltou os internautas, inclusive então apoiadores de Bolsonaro, foi a declaração de que “a grande maioria dos imigrantes não tem boas intenções”.
A frase vai ao encontro das teses de Trump, que tornou mais agressivos o discurso e controle sobre a imigração nos Estados Unidos em suas campanha e gestão.

Por outro lado, sem qualquer contrapartida, Bolsonaro isentou do visto turistas norte-americanos que tenham o Brasil como destino. A liberação abrange ainda o Canadá, o Japão e a Austrália.
Em outra medida – essa ainda depende do aval do Congresso Nacional – o presidente assinou acordo que autoriza os Estados Unidos a lançar foguetes e satélites da Base de Alcântara, no Maranhão.
Fonte: Revista Fórum
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário