quinta-feira, 21 de março de 2019

Prisão de Temer é presente para Bolsonaro

Por Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia

Prisão de Temer não tem nada para ser comemorado. A direita volta com força. A Lava Jato mostra que não está à beira da morte. Foi uma prisão cinematográfica. Temer é um troféu. Raquel Dodge, da PGR, pediu para Marcelo Bretas investigar. Bretas mandou prender. Não há motivos que justifiquem a prisão preventiva dele e de Moreira Franco. Não há perturbação da ordem, nem tentativa de fuga, nem coação de testemunhas, nem tentativa de destruição de provas. Temer nunca foi sequer interrogado.


A notícia traz pânico ao Congresso. É uma prensa nos deputados. Chantagem à luz do dia. Ou se comportam como o governo deseja ou o tacão poderá cair sobre a cabeça deles. Rodrigo Maia cancelou a agenda ao saber da prisão do sogro (Moreira Franco). Reforça o discurso de falso combate à corrupção e à velha política. Aglutina as tropas do terrorismo virtual. Ou seja, reforça Bolsonaro. Está aberta a temporada de caça a políticos.

Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário